Crianças e Jovens em Notícia

Projecto financiado pela Fundação para a Ciência e Tecnologia – POCI/COM/60020/2004

Investigadora responsável: Cristina Ponte
Centro de Investigação Media e Jornalismo (CIMJ) e Universidade Nova de Lisboa

Resumo do projecto

Animados pela Convenção sobre os Direitos da Criança, de 1989, vários movimentos sociais têm vindo a pugnar por uma maior visibilidade e debate das questões que envolvem crianças e jovens, inserindo essas questões em contextos económicos, sociais, políticos e culturais.

Sendo os media noticiosos espaços de visibilidade, é pertinente a atenção à sua cobertura, não só para a identificação das suas tendências e enquadramentos mas também para uma intervenção social alargada, que contribua para que vozes habitualmente ignoradas exprimam as suas perspectivas, para que jornalistas conheçam de modo mais sustentado problemáticas da infância e possam produzir novas formas de tratamento noticioso. Isto tem-se verificado no trabalho da ANDI, Agência de Notícias dos Direitos da Infância, do Brasil.

Este projecto vem na continuidade de um estudo sobre tratamento jornalístico de crianças (0-14 anos), no Diário de Notícias, em intervalos de 5 anos (1970, 1975, 1980, 1985, 1990, 1995, 2000). Em 2000, foi feita a comparação com outro jornal português, o Público, ao longo de todo o ano, e com El Pais, The Guardian e Le Monde, durante uma semana. Os resultados deram conta do aumento de peças, da Educação como tema dominante, da ascensão recente de temas como a pedofilia, consumos e delinquência. Deram também conta de dissonância nas formas de tratamento jornalístico no que se refere às nossas crianças (do ponto de vista dos leitores do jornal) e as outras.

O presente projecto visa actualizar esta cobertura jornalística, em 2005, cinco anos depois da última recolha de dados, alargando a investigação, quanto às idades e aos media e orientações.

São objectivos do Projecto:

1. Actualizar e comparar a análise às notícias sobre crianças publicadas no Público e no Diário de Notícias, 5 anos depois do último estudo comparado;
2. Comparar as agendas noticiosas de mais jornais de informação geral, alargando a atenção ao Jornal de Notícias e ao Correio da Manhã
3. Comparar as agendas noticiosas da televisão generalista com as da imprensa
4. Analisar qualitativamente o tratamento da Educação, de temas de Justiça associados a crianças e adolescentes, e da cultura e cidadania das crianças e adolescentes.
5. Analisar processos comunicativos de fontes de informação.
6. Pesquisar como grupos etários (6-10 anos; 13-17 anos), de diferentes meios e condições familiares (incluindo crianças institucionalizadas) apreciam notícias e outros conteúdos dos media que as envolvem.
7. Organizar Oficinas para profissionais dos media e sectores com intervenção neste campo (profissionais de educação, de assistência social, ONG, etc.), a fim de promover maior conhecimento mútuo.
8. Socializar resultados das investigações.

Equipa de Investigação:

A equipa de investigação, multidisciplinar, cruza o campo da Comunicação com o da Sociologia, em diferentes vertentes. São membros da equipa:
- Cristina Ponte (CIMJ) – Investigadora Principal, Professora Auxiliar no Departamento de Ciências da Comunicação da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH/UNL)
- Maria João Leote de Carvalho (SOCINOVA/FCSH) – Mestre em Sociologia e docente do 1º ciclo do Ensino Básico especializada em Educação Especial. Doutoranda em Sociologia, especialidade de Sociologia do Desenvolvimento e da Mudança Social da FCSH/UNL
- Sílvia Saramago (CIES/ISCTE) – Doutorada em Sociologia, especialidade Sociologia da Infância (ISCTE). Coordenadora do Centro de Intervenção Social (CIS) da Câmara Municipal de Óbidos.
- Pedro Abrantes (CIES/ISCTE) – Doutorando em Sociologia, especialidade Sociologia da Educação (ISCTE).
- Sofia Leitão – Doutorada em Journalism, Media and Cultural Studies, pela Universidade de Cardiff, Reino Unido.
- Lídia Maropo – Doutoranda no Departamento de Ciências da Comunicação da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH/UNL)
- Vítor Tomé, jornalista, Doutorando na Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Lisboa
- Maria José Brites – Mestranda no Departamento de Ciências da Comunicação da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH/UNL)
- Daniela Franco de Sousa - Mestranda no Departamento de Ciências da Comunicação da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH/UNL
- Cátia Candeias - Mestranda no Departamento de Ciências da Comunicação da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH/UNL)
- Raquel Cunha - Mestranda no Departamento de Ciências da Comunicação da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH/UNL)
- Bruna Afonso – Licenciada em Ciências da Comunicação, variante Jornalismo (FCSH/UNL)

- Parceria com o Instituto de Apoio à Criança

Cristina Ponte
Universidade Nova de Lisboa
Centro de Investigação Media e Jornalismo (CIMJ)
cristina.ponte@fcsh.unl.pt

Início do Projecto: Março de 2005
Conclusão: Setembro de 2007