Elementos para uma teoria da notícia – o estudo de caso português da mediação jornalística de um problema social – VIH-SIDA/

Elements for a Theory of News: a case study of the Portuguese journalistic meediation of a social problem – HIV - AIDS

REfª: POCTI/36218/COM/1999

Coord: Nelson Traquina

Equipa de Projecto
Nelson Traquina, Ana Cabrera, Cristina Ponte, Rogério Santos, Albino Carlos, Claúdia Dias, Maria João Rodrigues

Palavras chave: Comunicação, jornalismo, Análise do discurso, HIV-AIDS

Resumo:

Este projecto de investigação visa contribuir para um estudo das notícias, usando como estudo de caso a cobertura jornalística do HIV/SIDA, problemática social, política e de saúde pública que afecta as sociedades contemporâneas. O projecto visa conhecer a cobertura noticiosa desta problemática, de forma a contribuir para uma melhor compreensão dos processos de construção das notícias. Para isso, procura responder às seguintes questões:

Quando é que este problema social se torna assunto noticiável?
Que valores-notícia operam na mediação do problema?
Esta cobertura jornalÌstica orienta-se por eventos ou por problemáticas?
Quais são as linhas fundamentais do discurso jornalÌstico nesta cobertura?
Será o jornalismo uma área aberta a "vozes alternativas" ou uma área dominada por fontes oficiais, como tem sido sugerido?
Que influências dos contextos de produção (imprensa, televisão) se identificam nessa cobertura?
A partir de um estudo longitudinal da cobertura jornalística por um jornal de referência (segundo a definição de Kayser, nos anos 50), serão identificados "períodos quentes" (Levy Strauss) que serão alvo de um estudo comparativo. Esse estudo confrontará diferentes coberturas de imprensa e de televisão, opondo imprensa de referência e imprensa popular, canal televisivo público e canal televisivo privado. Numa perpectiva comparada entre países, a pesquisa considerará também um jornal situado no continente africano, particularmente afectado por este problema. O jornal em causa é publicado em Angola, país africano de língua oficial portuguesa, marcado por uma longa guerra civil. Nesta situação, procurar-se-á averiguar que cobertura tem sido feita deste problema social e em que difere da cobertura estudada nos meios de comunicação social portugueses.