(Org.): Maria José Mata 
Editorial collaboration: Anabela Sousa Lopes
Edição | Issue : Mariposa Azual
Revista |Journal: N.20, Vol.11, N.1 – Primavera/Verão 2012
ISSN: 1645-5681
Download

Revista Media & Jornalismo nº 20 - Imagens e Jornalismo

Este número da revista Media e Jornalismo que nos orgulhamos de publicar não resolverá os múltiplos problemas teóricos e práticos que a invasão das imagens coloca ao nível da sua produção e receção. Desde a ancestralidade que os homens procuram um sentido para a relação que as imagens mantêm com os seus objetos, e dessa busca nasceram os conceitos de mimesis, eidos e, mais tarde, simulacro. Mas é certamente um contributo valioso para percebermos como o jornalismo, também ele um campo discursivo cada vez mais dominado pelas imagens, afinal comunica com os seus leitores, ouvintes e telespectadores.

A imagem origina processos de significação. Podemos dizer que, a jusante das imagens, existe uma linguagem à espera de ser decifrada; a montante, existe um dispositivo de fabricação técnica. Refazer este caminho é uma tarefa apaixonante, e essencial, se pensarmos que as imagens nos constituem o mundo, muito para lá das imagens que vemos, isto é, elas transcendem a própria ordem do visível.

A maior parte dos textos que o leitor encontra neste número, organizado por Maria José Mata, a quem o CIMJ deseja expressar o seu agradecimento, bem como a Anabela de Sousa Lopes, pela sua colaboração editorial nos trabalhos de revisão dos textos, referem- -se sobretudo aos mundos invisíveis que as imagens despertam na cabeça dos humanos. O jornalismo tem inscrito na sua natureza uma vocação espectral: ele é, por definição, o relato das coisas acontecidas e já mortas. Mas, quando o dispositivo narrativo do jornalismo se fixa cada vez mais em imagens, precisamos de pensar que ordem da experiência coletiva é esta que funda a maioria das nossas perceções e juízos sobre o mundo.

Este é pois um número para incomodar, não as imagens, mas as pessoas, os crentes, os leitores de imagens, aqueles que convidamos a esse necessário papel de “limpeza dos clichés, isto é, a entregarem-se a dolorosos trabalhos de “desfiguração” e “distorção”, quebrando os esquemas habituais da perceção e descobrindo novos gestos para além daqueles que habitualmente fazemos: ou desviamos o olhar, ou assimilamos o que é belo.

Agradecemos também aos autores que enriqueceram este número com os seus contributos, e esperamos poder continuar a trabalhar o tema das imagens em futuros números da revista. Boa leitura!

A Direção

ÍNDICE | INDEX | EDITORIAL

APRESENTAÇÃO  - Imagens e Jornalismo | Maria José Mata

ARTIGOS

 A “Voz” do Visual na Memória | Barbie Zelizer

Misturas nas imagens: algumas propostas de (des)arrumação | Isabel Calado

Fotojornalismo no Brasil: um percurso histórico | Marialva Barbosa e Silvana Louzada

Narrativas do cotidiano nas favelas do Rio de Janeiro: tentativas de construção de valores-notícia alternativos pelos fotógrafos populares | Alice Baroni e Leonel Aguiar

Quando a capa da newsmagazine é feminina | Carla Cardoso

A fotografia e o reforço do estigma | Maria José Brites

As imagens da ajuda ao desenvolvimento: O que a imprensa mostra sobre os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio | Sónia Lamy

A dor e o sofrimento no Fotojornalismo: Estudo de caso do World Press Photo of the Year (1955-2008) | Janaina Barcelos

CRÓNICA

Silêncios do mundo: algumas notas sobre imagem e jornalismo | Joana Pontes

RECENSÕES

ABSTRACTS | RESUMÉS |  RESUMOS